Cores

razão em forma de emoção
babiliss

Quando a vida me parece pálida e acinzentada, fecho bem os olhos para enxergar melhor. 

É quando (re) descubro todas os seus tons e nuances, e percebo que as sombras são necessárias para a luminosidade e riqueza das cores […]

 

Anúncios

Eu […]

fé-deus

Sou pessoa de dentro pra fora. Minha beleza está na minha essência e no meu caráter. Acredito em sonhos, não em utopia. Mas quando sonho, sonho alto. Estou aqui é pra viver, cair, aprender, levantar e seguir em frente. Sou isso hoje… Amanhã, já me reinventei. Reinvento-me sempre que a vida pede um pouco mais de mim. Sou complexa, sou mistura, sou mulher com cara de menina… E vice-versa. Me perco, me procuro e me acho. E quando necessário, enlouqueço e deixo rolar… Não me dôo pela metade, não sou tua meio amiga nem teu quase amor. Ou sou tudo ou sou nada. Não suporto meio termo. Sou boba, mas não sou burra. Ingênua, mas não santa. Sou pessoa de riso fácil…e choro também!”

Magia…

Bia B.

Ouse buscar as coisas que ninguém mais pode ver,

acredite na magia, pois a vida é cheia dela,

mas acima de tudo, acredite em si mesmo…

Porque dentro de você, reside toda a magia da esperança, do amor e dos sonhos de amanhã.

Mais um dia.

Mais um dia, Novo e sem uso!

 

Aqui estamos nós.

Aqui estou eu.

 

Aí está você.

 

O importante MESMO é saber que TUDO está Bem.

Seja como for, Amanhecer é ganhar mais um dia de presente para viver. Por isso, comemore.

Agradeça!

A partir do momento que se acorda inicia-se mais um Espetáculo da vida.

Viva este Evento como algo fantástico.

Cada manhã traz a Oportunidade de Sintonia com o Universo através dos canais de percepção.

Enquanto TUDO está em silêncio, na intimidade dos seus pensamentos, nos devaneios do espírito da rotina de mais um despertar; A VIDA SE REVELA.”

Esperamos Demais para fazer o que Precisa ser feito, num mundo que só nos dá Um Dia de Cada vez, sem nenhuma garantia do amanhã. Enquanto lamentamos que a vida é curta, agimos como se tivéssemos à Disposição um estoque Inesgotável de Tempo.

Esperamos demais para ser Generosos, deixando que a Demora Diminua a Alegria da Espontaneidade.

Esperamos demais para Verdadeiramente Agir como Pais, esquecendo quão Curta é a Infância.

Esperamos demais para dar Carinho aos nossos Pais, sem pensar que haverá uma hora que será Tarde demais.

Esperamos demais nos Bastidores, quando a Vida tem um Papel para Desempenharmos no Palco de Nossas Próprias Vidas.

mais uma Prece…

Eu, em nome de Cristo, realizo positivamente em torno de mim, um vastíssimo campo fluídico de atração consciente de forças superiores e bens complexos, em proveito da humanidade, de que sou um órgão em todo sentido divino…

Realizo esse campo fluídico de atração consciente tanto no mundo fisico visível como no invisível, começando primeiro pelo invisível.

Esse vastíssimo campo fluídico de atração consciente cujo centro sempre ocupo, e circunscrito por meu circulo sagrado que o espirito de mim projetou para proteger-me e amparar-me, e proteger a minha obra, que é um departamento da grande obra de Deus, e contra cujo circulo magico- Circulo que constituí, verdadeira cadeia magnética, só invisível aos profanos, se vem quebrar, e se quebrarão todas as influencias adversas e todos os esforços do que me são contrários, ou que tenham porventura invejas de meu progresso e triunfo, os quais são os progressos e triunfos de meu Pai em mim, todo aquele profano que pretende transpor a cadeia magnética com más intenções e penetrando em meu campo fluídico, pensar em agir, que fique quebrado de energia e despojado da força que queira usar contra mim ou contra qualquer pessoa.

AMÉM!

Oque dizer?

Devo chamar de texto poético o que aqui exponho? 

Nada sei da métrica e menos ainda da estética devida – escrevo apenas.

Se não sei se sei, por que a audácia? Dar a cara à tapa!  Suponho que deve ser pelo desejo de estímulos (positivos ou não) que mexam com minha imobilidade.

Há também uma conclamação aos que, por ventura, se encontrem nas entrelinhas aqui mal postas. Ainda assim, sinto-me poeta.

Poeta sem poesia (uma mulher nu) e sem a necessidade de escrevê-las, sequer recitá-las, porque assim me distanciaria ainda mais mim – nunca me olhei no espelho e achei que estava olhando a minha verdadeira face.

Sim, estou  distante e intensamente focada em tudo.

Uma lonjura desenhada na parede. “O estrangeiro” de Camus. O sol quadrado dos detentos. Pode ser que se perceba algo, com algum esforço, é claro.

Sou poeta por não saber exprimir com precisão. 

Sou poeta que transborda na intensidade das coisas mínimas.

Mérito algum nisso.

 
 

Suspirar o que Anseio…

Gritar o que desejo…

Deixar que me leiam e possam perceber o que nunca consegui falar…

(day after day)

Começando a Recomeçar

Hoje é o Primeiro Dia do Resto da Minha Vida.

A quatro coisas que não voltam para traz…

A pedra atirada…

A palavra dita,

e a ocasião perdida!

Talvez essa fosse a grande chance…

Talvez esse fosse o exato momento…

A chance passou.

A palavra Errada foi dita.

A atitude Errada concluída.

A mentira e a falta de atitudes jogaram ao vento Conceitos e Sentimentos que poderiam estender-se pelo resto da vida.

COMEÇANDO A RECOMEÇAR …